• Facebook ícone social
  • Instagram ícone social
  • Twitter ícone social
  • YouTube ícone social
  • Clodoaldo Porto Filho

Nota de Enegrecimento

O Brasil acordou estarrecido com o homicídio bárbaro que vitimou João Alberto Silveira Freitas, homem negro espancado até a morte por dois seguranças brancos em um supermercado em Porto Alegre. Mais estarrecedor é saber que tal homicídio não é fato isolado em um País onde a cada 10 pessoas mortas 7 são negras, a cada 4 jovens que morrem 3 são negros, onde a principal causa de morte de jovens brancos são os acidentes de trânsito, e o de jovens negros é o homicídio. Somos um País que foi alicerçado no sequestro e no tráfico de escravos, no sangue negro que foi e é jorrado diariamente nas favelas e periferias do Brasil, na falta de acesso dos negros as políticas públicas e na desigualdade de oportunidades entre negros e brancos. Mesmo com este cenário assustador vejo no horizonte a esperança de que este quadro será mudado, o povo preto é resistência e irá resistir as estas violências, estaremos nos bancos das universidades, nos cargos de chefia, na música, na arte, e onde mais queiramos e vamos estar. Neste 20 de Novembro a única expressão que me veio a mente é: Parem de nos matar.

Fale Conosco:

Horários de Atendimento: Secretaria e Tesouraria - 10 horas às 17 horas - Presidência - 11 horas às 18 horas.

Rua José Bonifácio n.º 66 | Centro  - Curitiba-PR | CEP 80.020-130

assedepar@gmail.com

☏ (41) 98500-6066